Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

O que aconteceu comigo?

Por onde anda aquela nervosinha, chata, reclamona e briguenta? Onde ela se escondeu? Não aparece nem quando chamo, nem ao menos quando preciso. Agora é assim, toda paz e amor, optando sempre pela gentileza, mesmo quando alguma coisa borbulha aqui dentro. Vai saber, tudo muda o tempo todo, e se tratando de sentimentos, sigo levitando, flutuando, sem saber onde pousar e se devo mesmo pousar.
Aquela velha história de que as pessoas não mudam é desculpa de quem não quer mudar. Eu descobri que mudei, e que não foi pouco, mudei meu telefone, mudei de emprego, mudei meu cabelo, mudei o número de calça que visto, deixei de verbalizar tudo que eu penso, e poucas vezes penso demais sobre um determinado assunto. Vario... Vario pensamentos, vario sentimentos, vario pessoas, não me prendo a nada mais por muito tempo. Só não misturo, que misturar causa ressaca!
Então o segredo é esse? Respirar, relaxar e aproveitar? Tô dentro! 
SALVE-SE QUEM PUDER, EU ESTOU PASSANDO E VOU BOTAR PRA QUEBRAR!!!

Ligando a seta para a direta e virando pra esquerda.

My darling, Who knew

E dentro do silêncio que sou e que significo, sou apenas o que sinto e o que ninguém consegue ver. Novamente com barreiras até o infinito, sem permitir que ninguém entre, que ninguém me machuque, que nada possa de fato me atingir. Sempre fui muito boa nisso. Há aqueles que irão se surpreender, há também os que irão me criticar, há os que querem, lá no fundo, ser iguais a mim, mas não tem coragem, e há aqueles que nunca perceberão as sutis diferenças do meu ser.  Eu sei esperar, mas também sei desistir, não sou uma má perdedora. Aceito, de repente ali depois da curva, a vida me reserve uma surpresa agradável, de repente hoje a noite, num jantar qualquer, eu descubra que meu lado certo é esse assim, meio torto, meio avesso, e que não tem mais jeito.  Cresci, quero mais, quero muito mais, quero ter o mundo nas minhas mãos para que eu finalmente possa escolher e não mais ser a escolhida. Quero ter certezas, quero ter abraços e carinhos antes de dormir, e se não for os…

Relaxa!

E o mundo todo está em crise, enquanto eu mergulho no mar, furo onda e pego jacaré. Tem uns chorando seus amores perdidos, outros por amores impossíveis, outros pelo fim da vida, outros pela grana curta. Eu continuo saltitante, vivendo alegremente, feito uma criança que recém começou a sair, feito adolescente longe dos pais, feito pai longe das crianças, feito profissional sem gravata, feito um dia de verão com sol. Celebrando, agradecendo, só por mais um dia, por mais uma risada, por mais um olhar, por mais um sorriso. Depois de muito choro a gente agradece aos sorrisos que voltaram, às batidas descompassadas que  aceleram e param meu coração, às borboletas flutuantes, às estrelas que me chamam e à lua, soberana, que insiste em me visitar todas as noites. É tudo meu, daqui até lá. Tristeza? Não, não tenho tempo para isso, quero sentir e viver, até achar que quero então descansar novamente, mas acho que isso está bem longe ainda. Agora feliz, amanhã nem tanto, depois feliz de novo, e…

Crise dos 30

Agora a vida é pra valer, já não tenho mais o tempo jogando a meu favor e qualquer erro parece ser fatal. O tempo é que corre atrás de mim, cobrando agilidade de deusa e querendo que eu coloque tudo nos eixos. É hora de mudar, mas mudar o quê, pra que ou pra onde? Estou cada dia mais exigente, impaciente, ansiosa e fantasiando feito um louca. Ao mesmo tempo que me sinto uma vencedora por ter passado pelos altos e baixos da adolescência e pela loucura dos 20 e poucos anos, quando eu mudava de ideia a cada troca de calcinha, não me sinto totalmente preparada para embarcar nos 30. Ainda não tenho as certezas que acho que deveria ter, ainda não sei que rumo dar a minha vida, ainda me pego chorando abraçada no travesseiro a noite e me perguntando onde foi que eu errei? Ainda sou a mesma esquisita dos 13, ainda me sinto sozinha igualzinho aos 17, ainda me sinto perdida igual aos 21. Sou o somatório de todas essas com mais algumas que me tornei ao longo dos 20 e que agora me questionam quan…

Livre Arbítrio

"Quem anda descalço não deve semear espinhos"
Hoje estou inspirada (é, geralmente a raiva me inspira).

Coloquei essa frase no post de hoje, porque me peguei pensando nas atitudes dos outros e nas conseqüências que estas atitudes produzem na vida dos mesmos.

O ser humano é tão vulnerável e tão limitado que não percebe que todas as suas atitudes, mais cedo ou mais tarde, trarão conseqüências das quais não dará pra fugir. Somos livres para escolher o que plantar, mas também somos obrigados a colher aquilo que plantamos.

O que acontece, quase sempre, é que as pessoas se julgam certas, se julgam no direito de revidar alguma provocação ou de prejudicar alguém que lhe prejudicou, e é aí que entra o plantio  Eu escolho a maneira que quero responder aquilo que os outros me fizeram... Posso reagir, olho por olho, dente por dente, ou posso demonstrar maturidade e então AGIR de maneira sensata, fazendo a minha parte bem feita e deixando que os outros arquem com as suas atitudes.

Admito …

"...quero saber, entre todas aquelas que eu sou, quem é a chefe, quem manda dentro de mim."

Boa noite fantasmas!!!
Acabei não indo para casa (leia-se casa dos meus pais), devido a problemas gerados por despertadores confusos e noites perturbadas...
Acordei inchada as 7:40 (o ônibus saía as 7:30) e liguei pro meu pai, que deve ter ficado uma fera comigo, pois já deve ser o 4º final de semana seguido que digo que vou, e no final acabo não indo...
Definitivamente, estou no meu inferno astral desde o começo do ano... Nunca estive tão instável... Minha vida está literalmente uma montanha-russa, quando penso que não vou ter mais nenhuma surpresa, aparece uma curva inesperada ou então uma descida daquelas que dão frio na barriga e que fazem a gente ter a sensação, mesmo que por poucos milésimos de segundos, que estamos flutuando...
"A liberdade é atraente quando existe como promessa, mas nos enlouquece quando se cumpre."
Tudo bem, concordo que água parada dá dengue, mas não consigo me acostumar com este turbilhão de sentimentos e pensamentos que me invadem sem pedir permi…

Essa é a vida real

Essa noite tive um sonho estranho, com alguém que já fez parte da minha vida, mas que agora faz parte do meu passado. Lembro que no sonho falávamos sobre trivialidades, foi aí que falei que ninguém era insubstituível. Engraçado, as vezes meus sonhos são um tanto instrutivos. Enfim, acordei pensando nisso. Sempre que acharmos que somos insubstituíveis, que somos muito importantes na vida de alguém, ou que tivermos plena certeza de que não existe ninguém melhor que nós, e que a nossa ausência deixará um buraco impreenchível na vida dos que nos rodeiam, devíamos lembrar que ninguém é insubstituível. E se mesmo assim, achares que és tão importante, faça uma pequena experiência. Encha um balde com água, e coloque sua mão dentro, deixe alguns segundos, e depois retire. Notarás, que o vazio que ali ficará, é do tamanho da falta que tu fará na vida das pessoas. Resumindo, podemos chegar na vida de alguém, trazer alegria, movimentar tudo, deixar tudo de cabeça para baixo, mas quando vamos emb…

Faça seu pedido!!!

Hoje estava olhando algumas fotografias em um site, e achei essa... Ótima por sinal... Lembrei-me que quando era pequena, sempre assoprava uma dessas ao vento, e fazia um pedido.
Por que crescemos e perdemos essa ingenuidade, essa pureza? Por que perdemos tudo o que nos torna encantadores, a medida que fazemos anos?
Só lembrando, que tudo que pedimos, o universo responde sim, ontem eu pensei vou cair, e andei 20 metros e caí mesmo... Fantástica a Lei da Atração...

Ótima maneira de refletir a respeito da vida.
Estou com o braço machucado, devido a um pequeno tombo ontem a tarde.. Hoje, assim que sair do estágio (sim, estou aqui ainda), irei ao médico, ver o que se passa com o braço que não quer mexer...


Beijos a todos...

Destino e tempo!

Eu continuo batendo na mesma tecla, nada acontece por acaso. Acredito que o destino seja como um tapete, que do lado avesso possui um emaranhado de fios que se cruzam. Ao mesmo tempo, acredito na liberdade de escolha, que produz novas consequências, diferentes a cada momento. Chorar pelo que passou não traz nada de volta, reclamar e brigar com a vida também não. Não adianta criar um oceano de expectativas, se as ondas dele te afogam em mágoas. A única coisa que pode jogar a favor nesse momento, é o tempo. O tempo é o salvador e o crucificador das pessoas. É ele que cura quem foi magoado e também é ele que condena os que não souberam o aproveitar. Somos devedores do tempo a vida toda, ele nos controla e altera nossas percepções, muitas vezes é ele que tira aquele véu de ilusões que costumamos nos agarrar durante a vida. Eu temo a sua passagem, eu temo as mudanças que ele pode provocar na minha vida, assim sem avisar, sem mais nem menos. Mas o tempo também me favorece, traz respostas q…

Amadurecer é preciso, não tem como fugir.

Maturidade é ter perseverança, empenhar-se de verdade em prol de um objetivo, ignorando a oposição e os contratempos. É ter paciência e disposição para abrir mão de alguns "prazeres", almejando algo muito maior a longo prazo. Ser maduro implica em saber controlar a raiva e resolver os problemas sem precisar alterar o tom de voz, nem humilhar a outra pessoa. Ser maduro é saber que o mundo não gira ao seu redor, é conseguir olhar para o outro, e, principalmente, entender e, se possível, atender às necessidades do outro. É ser capaz de enfrentar situações desagradáveis e decepções sem deixar que elas nos tornem pessoas amargas. É ser humilde, pedir desculpas quando estamos errados, e não se vangloriar quando estivermos certos. Maturidade significa cumprir o que se promete, ser uma pessoa integra e confiável. O oposto de maturidade é imaturidade, e esses encontram pretextos para tudo, contam vantagem o todo o tempo, falham nos momentos de crise, têm um emaranhado de promessas n…

Vivendo e aprendendo a jogar

É preciso muito jogo de cintura, a minha sorte é que muito brinquei de bambolê na infância, e por isso tiro de letra essas coisas. Fácil não é, mexe com muita coisa que não quero mais mexer, pelo contrário, quero esquecer. Porém é impressionante ter o domínio da mente, saber exatamente aonde estamos pisando. Sem surpresas, sem grandes revelações. E o que eu mais quero é ser surpreendida. Por favor, tem alguém aí nesse mundo, que possa me surpreender, que possa realmente me provar que estou enganada, pelo menos uma vez na vida? Não, nunca. Sempre tão previsível. Ok vida, já entendi, agora por favor vamos começar a subir de novo. Sem tropeços e sem desvios, eu prometo! Tenho levado um papo reto com a vida, ela me dá a real e eu tento me boicotar menos. As vezes eu gosto de dar uma burlada no sistema, faz parte, mas é só isso, nada além, nada mais. Aqui tudo segue sereno, tranquilo, e não estou disposta a mudar isso. Eu estou ficando boa, em todos os sentidos, finalmente. E olha que ach…

Alô, a lua, alô, amor. Alô, a lua, alô, a lua, amor

Eu odeio ser bipolar, é tão bom!

Não é a toa que o meu blog chama-se montanha-russa emocional, não é a toa que desde os meus 10 anos vivo em constantes subidas, descidas, voltinhas e voltões. Como disse uma amiga, tu já entra na montanha-russa sabendo o que vai acontecer, tem gente que não gosta, que prefere andar de carrossel, que é mais calminho, a maioria! Olhando por um ângulo diferente, tudo está diferente, não ruim, e é verdade. Não tenho mais os geradores de problemas, tenho uma vida social agitada para a minha circunstância atual, vou fazer minha pós e nem cheguei aos 30 ainda. E claro, a parte boa é que os 30 são os novos 20. Não posso negar, gosto muito dessa vida, reclamo muito mais por hábito, e claro que estou treinando para também deixar mais este para trás. Sinto frio na barriga, borboletas sacolejam no meu estômago, respiro e tudo me parece tão sereno que as vezes chega a dar medo. Acostumada com os sobe e desce da montanha-russa, a minha vez está chegando ao fim. Sei que logo mais vou querer andar d…

Um pouco de início.

Tenho tentado a simplicidade, de todas as formas, de todas as maneiras, quero mais é ser simples. Mas como é difícil deixar para lá as pequenas disputas com pessoas mais pequenas ainda. Não deixo de tentar, não deixo de pensar que o que realmente importa está muito além do que os olhos enxergam, e o que você diz, é apenas a maneira como você enxerga o seu mundo, que em nenhum momento é igual a maneira como eu enxergo o meu mundo. Respeite, aceite os limites que imponho, são os meus limites. A minha vida é uma luta constante, que exige disciplina e força, raiva bem direcionada, para assuntos que realmente merecem uma explosão de energia. Tenho economizado as baterias, tenho ignorado muitas coisas, tem me feito bem. Pouco importa quem tu é, o que faz. O que importa é ter caráter, ser honesto e viver bem, sem pisar em ninguém para que isso aconteça. A verdade, sempre tem uma versão só, apenas a mentira é que precisa de muitas versões. E o que é verdade, e o que é mentira, agora já não i…

Frase do dia...

Vou te esperar sentada, mas vai ser em outro!

Animação de carnaval!

Houve um tempo que eu começava a me preparar para o carnaval com um mês de antecedência, e se chovesse, tudo bem também, ninguém era feito de açúcar. 
Agora, beirando aos 30, minha empolgação ficou perdida nos 20, e meu aquece é em cima dos livros. Ahhhhhh vida de adulto é uma droga!

O clube de leitura de Jane Austen

Eu, que adoro um romance, nunca li um livro inteiro da Jane Austen. Então, ontem, após assistir o filme O clube de leitura de Jane Austen, resolvi que vou ler todos, os mais famosos e os nem tanto, e vou criar um texto especial para cada um deles, essa será minha meta de leitura para 2013. O filme é uma delícia, livros, um clube de leitura, várias mulheres em situações bem diferentes, um único homem, muito romance e Jane Austen, a mãe dos melhores romances que conheço. Não tem como não gostar. Eu recomendo, livros e romance, o que há de melhor na vida? Consegui achar o filme completo no youtube, e é uma pena que seja dublado, porque o original é muito melhor, mas tá valendo mesmo assim...

O contrário do amor.

Não temos o número do telefone das pessoas para quem não ligamos. A indiferença, se tivesse uma cor, seria cor da água, cor do ar, cor de nada.
Uma criança nunca experimentou essa sensação: ou ela é muito amada, ou criticada pelo que apronta. Uma criança está sempre em uma das pontas da gangorra, adoração ou queixas, mas nunca é ignorada. Só bem mais tarde, quando necessitar de uma atenção que não seja materna ou paterna, é que descobrirá que o amor e o ódio habitam o mesmo universo, enquanto que a indiferença é um exílio no deserto.
Martha Medeiros

Desabafos de uma semana conturbada!

Para o mundo que eu quero descer. Sério. Não posso estar no lugar certo, e nem conhecendo as pessoas certas, do contrário eu estaria feliz e não entediada. Foi-se o tempo em que bons diálogos eram travados, com a intenção de se fazer conhecer e de instigar o outro a querer saber mais de ti. Acabou, agora é olho no olho, eu sou assim, se gosta bom, se não gosta bom também. Preto no branco. Perdeu a graça, perdeu o desafio mental. Eu preciso ser estimulada mentalmente sempre, não existe nada que me faça sentir mais tesão do que estímulo mental. Quem joga, quem observa, quem faz o comentário na hora certa, e com aquela maldade sagaz que só os espertos entendem. Não, que estímulo o quê, no máximo um estímulo sexual, e nada mais. Tô fora, antes de existir qualquer estímulo sexual, preciso teu meu ponto G (o cérebro) estimulado. Ahhhh, tarefa tão maçante para a grande maioria, desinteressada e entediada que. Mas no final, a única entediada sou eu, a única que não teve suas necessidades ate…

Luz, cama e ação!

Tô só no pagodinho hoje! :)

Tempestades!

As vezes é preciso rasgar qualquer resquício de um passado mal passado, para poder então recomeçar ainda mais forte que antes da chegada. Tenho tentado manter a calma, o pensamento e a mente tranquilos, mas confesso não ser uma atitude tão fácil para alguém tão esquentada. Tento aceitar que não posso cobrar dos outros atitudes que não condizem com a natureza do seu caráter, e que não sou eu que tenho que julgar e sim a vida, as escolhas e o tempo. Difícil aceitar, difícil entender, mas tenho tentado seguir sem desistir de mim, sem olhar para o que perdi, mas sempre mantendo o foco no que posso ganhar daqui para a frente. Voltar a escrever no meu blog original, me dá um misto de saudades, daqueles tempos em que eu sem problemas, os inventava. Agora, só gostaria de dividi-los, com quem quer que queira ou possa me dar uma luz. Acalmar meu coração, foi a única coisa que ainda não se acalmou. Ainda não entendo porque tive que passar por tudo isso, mas sei que vou crescer muito no final de…