Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Para retorno mantenha-se a direita...

Depois de tantas é hora de partir. Deixar para trás o sonho que virou pesadelo, o paraíso que virou inferno. Estou fazendo o retorno, deixando metade das malas no corredor e indo em busca do que eu nunca deixei de ser. Não é irônico? Você não acha? Nada mais me prende, nada mais me puxa, porque já perdi tudo quando resolvi vir para o lugar que estou deixando agora. Perdi meus amigos, perdi todas as oportunidades do mundo, achei que perderia os problemas, mas isso foi a única coisa que não perdi. Eu achei que tinha feito a escolha certa, e agora percebo que dentre tantas escolhas, por que escolhi justamente a que daria mais errado?
Run just as fast as I can To the middle of nowhere To the middle of my frustrated fears And I swear you're just like a pill Instead of makink me better you keep making me ill You keep making me ill

Dos 12 aos 28...

Aos 12, aprendi que não é porque um cara não gosta de ti, que ele não presta. Aos 13, descobri que amizades são amizades e romances costumam estragar amizades. Aos 14 foi a época de dar um tempo, de pedir um tempo, de gostar de todos e na verdade não gostar de ninguém. Aos 15 descobri o platônico, que o feio pode ser belo, depende do ângulo que a gente repara. Aos 16, descobri que um beijo pode me fazer perder a cabeça e abrir as pernas, mas que isso pode não significar nada. Aos 17, descobri a liberdade, que beijar vários também era uma atividade divertida. Aos 18 me apaixonei, e descobri que nem sempre o cara que te traz doces é o que vai te levar pra cama e realizar os teus desejos. Talvez ele seja apenas algum amigo, com alguns beijos na boca e algumas mãos em locais impróprios. Aos 19 descobri que rostos angelicais escondem pessoas malvadas, que sorriem na sua frente e que te apontam quando você passa no outro lado da rua, e mesmo que você não perceba, talvez isso mude totalmente…

Se eu tivesse mais alma pra dar eu daria, isso pra mim é viver...

Sei que já estamos em fevereiro e que estou 1 mês e 8 dias atrasada nas minhas metas, mas é que penso devagar e não faço planos sem analisar muito bem o terreno antes. Aliás, para começar, em 2012 eu quero analisar menos, desligar do resto do mundo e me ligar no meu mundo, fazer aquelas coisas que há tempos ando querendo fazer e deixar de arranjar desculpas como não tenho tempo, não tenho dinheiro, trabalho muito. Bom, essa é a vida real, se você não conseguir administrar o seu tempo em favor da sua vida e dos seus sonhos, dificilmente conseguirá realizar alguma coisa para a sua vida. Isso é um fato!
Como mudar um hábito, logo eu, a rainha da preguiça, a rainha das desculpas e por fim, mas não menos importante, a rainha das marmotas. Eu não prometo nada que eu não possa cumprir, por isso dou desculpas para não fazer, se sei que não vou conseguir cumprir, melhor enrolar, quem sabe mais pra frente eu consiga. Mas isso não significa que eu não seja determinada, sou sim, mas com aquilo q…