Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

Sorrindo e disfarçando...

Snow Patrol - Chasing Cars


É engraçado sair sozinha, mesmo que eu tenha feito isso durante anos luz da minha vida, e perceber que perdi a prática, já não sei mais me comportar como antigamente..

É engraçado sentir a tua falta, e olhar para os lados e não conseguir ver nenhum rosto familiar, ou nenhum tão familiar quanto o teu...

É engraçado sorrir para todo mundo, mas com aquele sorriso amarelo, para não parecer antipática, e em nenhum dos sorrisos encontrar o teu...

Mas o mais engraçado é quando eu consigo gargalhar, sem me lembrar de que está me faltando alguma coisa, e coloco a mão pro lado e não sinto a tua perna... Engraçado tudo isso, engraçado essa ausência... engraçado como nunca ninguém me fez sentir isso de maneira tão forte...

Chego a conclusão, depois de 4 garrafas de cerveja, de que não tenho mais jeito... Eu tô feliz...

All that I am,
All that I ever was
Is here in your perfect eyes, they're all I can see.

Sorri e disfarça... Finge que nem sabe disso...

palavras...

Cássia Eller - Palavras ao vento


Existem algumas palavras que eu "adoro de paixão", simplesmente por terem significados incríveis...

INEXORÁVEL... Caramba, inexorável é a minha palavra preferida, sem sombra de dúvidas... Durante anos encaixei ela na minha vida, em diversas situações... Em outras me achei inexorável, mas inexorável é algo que não pode ser mudado, logo eu não sou inexorável, muito menos a vida... Aliás, hoje em dia acho que nada no mundo é inexorável, mesmo assim continuo achando a palavra linda e ainda encontrarei uma situação ótima para ser definida como inexorável...

EFÊMERO... Outra palavra forte pra caramba... Oposta à inexorável... Efêmero, tudo na vida é efêmero... A vida é efêmera... Curtíssima, cheia de transições, altos e baixos, quando estamos nos acostumando com alguma situação, puffff, tudo muda, tudo passa, tudo desaparece...

DISRITMIA... Adoro... Minha vida sempre foi assim... Descompassada...

INADMISSÍVEL... Adoro usar essa palavra... hahahahaha, …

E será que eu mereço tudo isso mesmo?

Jota Quest - Palavras De Um Futuro Bom


E será que eu mereço tudo isso mesmo?

Essa frase martelou na minha cabeça o final de semana inteiro...

Tenho medo de dormir, e acordar, e tudo voltar a ser como era antes... E eu voltar a ser quem eu era antes... Eu gosto de mim agora, do jeito que eu estou... Não quero mais ter que bater com a cabeça na parede e fingir que eu sou fodona... Eu gosto de me permitir ser frágil as vezes, assumir minhas fraquezas... E eu estou gostando muito desse negócio de me permitir ser quem eu quero ser.... quem eu sou de verdade... sem máscaras... sem joguinhos... sem nada...

Só não me acorde, se por algum acaso isso for um sonho... Não quero voltar... Aqui é bem melhor!!!!

Suspensa no ar.

Sabe aquela sensação quando estamos numa montanha-russa, e o carrinho despenca numa descida violenta, dura apenas alguns segundos, mas nos dá a certeza de que estamos flutuando?! É bom né?! hahaha
Ah, todo mundo sabe que quando não tenho crises, não consigo escrever, então, esse é post é idiota, mas é só pra não perder o hábito...

Ana e o mar... ah o mar!!!!

"Ana aproveitava os carinhos do mundo
Os quatro elementos de tudo
Deitada diante do mar
Que apaixonado entregava as conchas mais belas
Tesouros de barcos e velas
Que o tempo não deixou voltar

Onde já se viu o mar apaixonado por uma menina?
Quem já conseguiu dominar o amor?
Por que é que o mar não se apaixona por uma lagoa?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar

Ana e o mar... mar e Ana
Histórias que nos contam na cama
Antes da gente dormir

Ana e o mar... mar e Ana
Todo sopro que apaga uma chama
Reacende o que for pra ficar"

Mais feliz que antes!!!!

"Eu queria assinar um contrato com Deus: se eu nunca mais olhar para homem nenhum no mundo, será que ele deixa você ficar comigo pra sempre?"

E tudo se resolveu... O blog fez milagres... tô feliz!

De noite passo pra dar um oi pra todo mundo...

...

The Corrs - What Can I Do


Eu me esforço o dia todo para que meu cérebro entenda que eu não tenho tempo para pensar no assunto. Eu durmo cedo, só para matar esse meu desejo de pensar em ti. Eu acordo cedo e rezo para que hoje eu sinta menos a tua falta, do que senti ontem.

Tu continua presente, o tempo inteiro, e quando eu penso em algo genial, é para ti que eu quero contar, e quando alguma situação me faz rir, é contigo que eu quero compartilhar. Fico de cara, porque consegui fazer nascer em mim um sentimento lindo, depois de anos tentando, e agora ele fica dentro de mim querendo saber o que fazer, querendo aumentar, quando eu só quero que ele diminua até que morra por inteiro.

E aquela espera que eu reclamava, se tornou uma grande espera, que se tornou uma espera sem fim agora. E eu continuo aqui, esperando, fazendo aquilo que eu mais odeio, aquilo que jamais fiz por qualquer outra pessoa.

E se eu fiz tudo o que fiz, foi porque quando tu me beijava, me abraçava ou simplesmente sorria, fa…

O vazio

De repente eu descubro, que aquele vazio que eu sentia naqueles dias cinzas, não passava de fome... e não era nada daquilo que eu achava que era... porque se fosse, não acabaria assim...

Minha vida é uma eterna montanha-russa, que eu já estou cansada de andar porque já conheço todas as curvas, as subidas e as descidas...

Tudo se repete o tempo todo, e me pego pensando quando é que as coisas vão mudar... Já tentei agir de todas as formas possíveis, na vã tentativa de ver coisas novas, de me surpreender, por achar que o problema era o modo como eu agia... E já vi que independe de mim... Que mesmo quando a gente se esforça, as coisas tendem a acabar de um modo ridículo e frio, e ninguém está disposto a assumir a dor de cotovelo...

Pois bem, eu estou... Eu assumo todos os meus sofrimentos, todas as minhas mágoas, todos os motivos que me fizeram suspirar (de tristeza), e se eu, o ser mais cheios de barreiras do mundo consigo, porque o resto insiste em fingir que não sente nada?

Quando mais iss…

Somewhere

zeca baleiro - nalgum lugar


Quando as coisas terminam, sempre resta aquilo que se tinha antes... Opções... Possibilidades... Talvez... Quase... Não sei...

Sempre que passo por uma situação dessas, tenho certeza de que ela durará o tempo que for preciso para que eu aprenda a lição (o problema é que as vezes duram meses, anos e eu não aprendo)... O fato de eu estar longe de todo mundo, faz com que eu dedique boa parte do meu tempo a pensar nessas lições... E, de fato, acho que é mais fácil aprender quando não tem ninguém por perto, é como se fosse uma aula particular de vida...

É sempre difícil... Porque não sabemos o quanto isso tudo vai machucar e influenciar os outros... E todo aquele blá blá blá que eu digo que prefiro machucar do que permitir ser machucada é a maior das mentiras que eu conto... Eu não consigo fazer mal nem a uma formiga ou algum inseto voador, quanto mais a alguém que eu gosto...

É, definitivamente, é difícil lidar com os seres humanos... Cada hora eles buscam uma cois…

Pequenos passos

Zeca Baleiro - Alma nova


E eu sigo aqui, tentando entender o que tenho feito de errado, e por que alguns dias são mais ensolarados e alegres que outros... Por que é que sentimos muita falta de determinadas pessoas, e por que queremos mandar para longe aquela outra...

Eu nunca estou satisfeita, quando acho que já progredi muito em relação ao que eu era, me vejo dando pequenos passos para trás, e só percebo porque me apego aos detalhes, pois estes passos são quase imperceptíveis...

Num dia eu tenho vontade de gritar para o mundo a minha felicidade, e no outro tenho vontade de ficar encolhida no canto do banheiro chorando minhas mágoas... Como é possível algo nos desestabilizar tanto? Quem foi que permitiu? Eu não fui...

Minhas borboletas no estômago acordam e morrem diariamente, nunca sei quando elas vão acordar, as vezes espero 2 ou 3 dias, e elas acordam junto comigo... Noutros, naqueles cinzentos, elas não acordam, e me deixam preocupada, confusa, desnorteada...

Queria saber qual é a mora…

E voe por todo o mar... e volte aqui... pro meu peito!!!!

Dias nublados não duram para sempre...
"Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada 'impulso vital'. Pois esse impulso as vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento, te surpreenderás pensando algo, assim como, 'estou contente outra vez'..." (Caio Fernando Abreu)